Mais de 100 microplásticos a cada refeição

A proliferação de microplásticos no oceano levou a preocupações de que eles poderiam entrar em nossa cadeia alimentar.

Mais de 100 microplásticos a cada refeição

Mas quando pesquisadores da Universidade Heriot-Watt começaram a investigar, descobriram que os plásticos em nossas casas representam uma ameaça muito maior para os seres humanos.

 

Os resultados do estudo, publicado em 29 de março na Environmental Pollution, revelaram que os seres humanos provavelmente consomem cerca de 114 microfibras de plástico a cada refeição –  simplesmente a partir da poeira doméstica que se instala no ambiente.

Mais de 100 microplásticos a cada refeição

Pesquisadores reuniram mexilhões ao redor da costa da Escócia para avaliar quantos microplásticos os humanos poderiam ingerir comendo os mexilhões.

 

Como controle, eles também colocaram placas de Petri cheias de armadilhas de poeira pegajosas ao lado de pratos de jantar em três casas separadas.

 

Catorze pedaços de plástico se fixaram nos pratos após 20 minutos, aproximadamente a duração de uma refeição. Dada a diferença de tamanho, os cientistas calcularam que 114 peças seriam colocadas em uma placa durante o mesmo período.

 

Isso soma de

13.731 a 68.415

peças por ano.

 

Em comparação, os pesquisadores concluíram que comer mexilhões levaria os humanos a ingerirem  apenas 100 microplásticos por ano. Cada mexilhão que eles estudaram continha APENAS duas partículas de plástico.

“Esses resultados podem ser surpreendentes para algumas pessoas que podem esperar que as fibras plásticas nos frutos do mar sejam mais altas do que as do pó doméstico”, disse o autor sênior do estudo, Dr. Ted Henry, em um comunicado à imprensa da Universidade Heriot-Watt.

 

Os autores do estudo não achavam que os plásticos provinham das refeições caseiras usadas no estudo ou das cozinhas onde eles estavam preparados.

 

“Não sabemos de onde essas fibras vêm, mas é provável que seja dentro de casa e no ambiente mais amplo”, disse Henry no comunicado.

Mais de 100 microplásticos a cada refeição

O membro da Friends of the Earth, Julian Kirby, forneceu à universidade uma visão de como as partículas de plástico acabam em pó.

 

“Microfibras de plástico encontradas na poeira de nossas casas e no ar que respiramos podem vir de pneus de carros, carpetes e móveis macios, assim como roupas como casacos de lã.

Mais de 100 microplásticos a cada refeição

Eles estão regularmente derramando pequenos pedaços de plástico no ambiente enquanto são usados “, disse ele no comunicado da Heriot-Watt.

 

De acordo com um estudo publicado no Lancet Planetary Health em outubro de 2017, a proliferação de microplásticos no meio ambiente é uma preocupação em parte porque o impacto sobre a saúde humana ainda não é muito conhecido.

 

No entanto, mesmo que os microplásticos marinhos não sejam a principal fonte de consumo humano, eles ainda são um grande problema para a vida marinha. O estudo também marcou a primeira vez que microplásticos foram encontrados na espécie de mexilhão protegido Modiolus modiolus.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.