Revolução das Hortas!

Revolução das Hortas

 é isto…

Alternativa social

” bacana “

Para começar a reduzir

 transgênicos

e agrotóxicos

 do seu prato 

da sua vida

da sua cultura!

Mãos a obra!

 

Iniciativa que vem crescendo nos últimos anos e com características  multifuncionais dentro da nossa sociedade.

Revolução das Hortas !

O que era visto antes como forma educativa de entretenimento, ganha um novo cenário social ao trabalhar conceitos relacionados à alimentação segura, a preservação do meio ambiente , revitalização de espaços urbanos, combate a desnutrição  e até mesmo na geração de  trabalho e renda.

Mostraremos um pouco sobre cada uma delas,  destacando seus principais benefícios. Estamos incluindo alguns materiais e indicações para que você se anime, largue um pouco essa “ TV”, saia da zona de conforto e comece a fazer parte deste movimento.

O que pode começar como um meio de se ter uma comida sem veneno, poderá representar no final das contas, um significado mais empolgante diante das conquistas, saberes , experiências e mudanças de hábitos que serão alcançados.

Mãos a obra!

Revolução das Hortas é isto…

Hortas Escolares

e a

Pais, professores e profissionais de saúde, muita atenção, pois a pilha de estudos acadêmicos que já existe sobre o efeito do marketing de alimentos que atinge crianças e adolescentes é gigantesca.

 

 Publicidade Infantil

O que não faltam são anúncios publicitários que visam atrair à atenção deles. 

Quer ver?! 

Faça um teste: ligue a TV 

e tente contar quantos anúncios publicitários 

são veiculados em 10 minutos.

Revolução das Hortas
Revolução das Hortas

 

 

E hoje sabemos – faltam campanhas informativas do governo, capacitação de professores, palestras nas escolas e restrições mais duras para a publicidade infantil.

 

Trecho do documentário 

“Criança, a Alma do Negócio”

 

Esta publicidade infantil  disfarçada de heróis e que entra “rasgando” por todos  os veículos de comunicação, estão afetando o comportamento deste público juvenil  de forma latente e elevando, ano após ano, o índice de obesidade infantil no pais.

Considerada inclusive  por especialistas 

como uma das responsáveis 

por esta epidemia!

Entre os seus condicionantes principais, estão os hábitos familiares. Pais, mães e responsáveis exercem influência direta sobre a alimentação das crianças e podem ajudar ou atrapalhar no ganho de peso dos filhos.

A babá eletrônica da casa, “TV”,

deve ser repensada seriamente

se quisermos ter a saúde dos nossos filhos

garantida!

 

Revolução das Hortas
Revolução das Hortas

 

Além de doenças, esta cultura cristalizada em cima deste consumismo nada saudável, poderá se estender por toda a vida destes indivíduos e ainda passar para outras gerações.

Revolução das Hortas é  ” evitar” isto…

Revolução das Hortas
Revolução das Hortas

Revolução das hortas faz isto…

Neste sentido, o contato desta criançada com outras diretrizes saudáveis e com base numa verdadeira educação alimentar, se torna vital se quisermos estancar este ciclo magnético pela comida industrializada e prejudicial estrategicamente anunciada por este marketing através de propagandas de dar água na boca !

Diante deste contexto muito preocupante, a implantação de  hortas escolares podem ser a contribuição que faltava para rebater  este quadro cultural, além de fornecerem um aprendizado  transdisciplinar  importantíssimo através do cultivo e trato de seu próprio alimento. 

 

E os resultados aparecem logo, comprovando que esta “ divertida disciplina” interfere magicamente sobre as escolhas alimentares deste público , ainda sem muita noção sobre os alimentos imprescindíveis para a sua saúde, principalmente nesta fase de seu desenvolvimento.

 

Revolução das Hortas
Revolução das Hortas

 Uma  proposta pra lá de interessante é a  da Ong Cidades sem Fome , pois busca transformar todo o espaço das escolas em espaços pedagógicos.

Segundo o fundador da Ong , Hans Dieter Temp ,as atividades do projeto intitulado, Horta nas Escolas, também asseguram o resgate da cultura alimentar brasileira, e consequentemente estilos de vida mais saudáveis.

 

Proposta que já transformou 32 escolas através da aplicação de temáticas ambientais e de sustentabilidade local!

Revolução das Hortas é isto…

Confira todos os benéficos que um

projeto desta relevância

pode fazer na sua escola :

 

Grupos de visitantes são bem vindos às hortas urbanas que fazem parte dos projetos da Ong Cidades Sem Fome. Eles organizam almoços, aulas de plantio, cursos e outros tipos de eventos nas hortas comunitárias. 

 

Quer Aprender mais sobre os nutrientes encontrados

nos alimentos para elaborar uma horta  em sua escola ?

Consulte o manual 

Revolução das Hortas

Hortas Comunitárias

Iniciativa que vem crescendo nos últimos anos e ganhando ferramentas inovadoras em tecnologia social para  promover simultaneamente verdadeiras  Reformas Urbanas e Culturais .

O objetivo principal deste movimento é proporcionar aos participantes da região, acesso a alimentos seguros – pois  o que é produzido serve ao consumo da comunidade local.

Revolução das Hortas é isto…

 

 

E os benefícios só aumentam

dentro desta concepção

de cooperativismo!

Hortas comunitárias estimulam práticas em educação Ambiental, contribuem  para aumentar o sentido de preservação do patrimônio público, desenvolvem sinergia e identidade com a comunidade , unem pessoas de diferentes culturas e classes sócias intensificando suas relações, protegem recursos naturais e áreas verdes, permitem revitalizar espaços abandonados trazendo melhorias para comunidade local e ainda podem reunir esforços para seus organizadores lidarem com outras questões sociais.

Revolução das Hortas é isto…

Hortelões Urbanos

Visionárias no assunto “Hortas Comunitárias “ e de todo o leque de contribuições às pessoas , aos centros urbanos e ao meio ambiente  , Claudia Visoni e Tatiana Achcar  criaram em 2011 o grupo Hortelões Urbanos dentro da rede social Facebook,  com objetivo de trocar experiências sobre o plantio “ orgânico doméstico” e incentivar a formação  de novas hortas comunitárias.

 Hoje o grupo Hortelões Urbanos reúne cerca de 35.000 membros dentro da rede social.

O incentivo destas visionárias acabou formando diversos hortelões espalhados por outras cidades e estados brasileiros, além de São Paulo.

E indo muito além para conscientizar e unir todo mundo dentro desta ideia de plantio e de cooperação , fizeram um trabalho magnífico em mapear todos eles – Brasil a fora !

Revolução das Hortas é isso…

Quer conhecer e participar de um próximo a você ? Consulte o mapa aqui !

 

Quer começar uma horta comunitária em seu bairro ? Confira as dicas de Cláudia Visoni

 

Revolução das Hortas é isso…

Hortas urbanas e Agricultura urbana

A expressão “agricultura urbana”, ou “agricultura intra e periurbana”,

usada originalmente apenas nos meios acadêmicos

e ocasionalmente pelos meios de comunicação,

agora vem sendo adotada amplamente .

A agricultura urbana é entendida como a realização de atividades agrícolas em pequenas áreas pertencentes ao perímetro urbano, desta forma, a mesma pode ser realizada em canteiros suspensos, calçadas, praças, terrenos desocupados ou em vasos, diferindo da agricultura tradicional ou rural.

 

Destina-se, principalmente à subsistência ou a comercialização em pequena escala para mercados locais.

 

Na prática, a agricultura urbana está desenvolvendo sua capacidade para ajudar a resolver ou enfrentar diversos desafios do desenvolvimento.

Ela é estimulada por uma complexa rede de fatores ainda não muito claramente entendidos, entre os quais a pobreza urbana e a insegurança alimentar ocupam lugares preponderantes.

Precisamos de um conceito que todos compreendam e compartilhem, já que as intervenções de políticas públicas e de assistência tecnológica necessitam, antes de mais nada, identificar as diferenças conceituais e as gradações significativas para melhor poder avaliar as situações e intervir com os meios adequados na promoção e na gestão da agricultura urbana.

 

 

 

E já contamos com excelentes colaboradores que estão ampliando este conceito na prática. A Ong Cidades Sem Fome, por exemplo,  transforma terrenos públicos e particulares em hortas comunitárias.

Cada projeto desenvolvido  visa melhorar a situação dos moradores através de projetos sustentáveis de agricultura urbana, baseados em processos de produção orgânica.

Utiliza áreas públicas ou privadas que não possuem utilização específica para a implantação e desenvolvimento de hortas. Proporciona oportunidades de trabalho, meios para capacitação profissional e geração de renda através da comercialização dos produtos obtidos pelos participantes do projeto.

O combate a desnutrição e a melhora da qualidade de vida das comunidades através do acesso a alimentos saudáveis e nutritivos além de trazer benefícios de caráter ambiental são os pilares dessa proposta.

Revolução das Hortas é isto…

Projeto Cidades Sem Fome

Geração de Trabalho e Renda

 

 

Revolução das Hortas é isto…

Projeto Agricultura Urbana - Ong Cidades sem Fome (2)

Alguns dos muitos projetos de Norte a Sul  desenvolvidos pela Ong Cidades sem Fome !

 

 

Já o  Instituto Polis – fundado em 1987 – outra organização não governamental  e grande aliado na aplicação deste conceito, tem como objetivo principal, atuar na construção de cidades mais justas , sustentáveis e democráticas.  

Revigorando relações entre as representações da cidadania e os governos locais, promove análise das  políticas públicas e dos processos de participação popular nestes movimentos.

Voltada para dirigentes e técnicos que operam políticas municipais, entidades populares e lideranças comunitárias envolvidas nos processos decisórios de gestão municipal, o Instituto Polis  organiza cursos, workshops, encontros e seminários de âmbito local, nacional e internacional.

 

 

Publicação elaborada para o projeto Moradia urbana com tecnologia Social, da Fundação Banco do Brasil, em parceria com o Instituto Pólis, a cartilha Hortas Urbanas visa melhorar a alimentação das pessoas envolvidas na Tecnologia Social Hortas Urbanas, beneficiando o ambiente como um todo e favorecendo a relação da comunidade com o bairro e o seu entorno por meio do cultivo ecológico de alimentos e ervas medicinais em hortas, jardins, canteiros suspensos e outras possibilidades a depender da realidade local. 

O manual é composto por três partes que envolvem a preparação da horta, o cultivo das hortaliças e, finalmente, o modo de preparar os vegetais a partir de algumas receitas.

Revolução das Hortas é isto…

Conheça a cartilha  

Hortas Urbanas

Revolução das Hortas é isso…

Horta  no Telhado  e Telhados Verdes

Nova tendência para integrar Agricultura Urbana

 

Tendência ou  alternativa ambiental que vem ganhando notoriedade e destacando-se  por apresentar soluções para a falta de espaço e para outros  desafios encontrados dentro das perspectivas urbanas.

 

 

 

Entre os principais benefícios temos:
 
1 – Retenção da água das chuvas, minimizando as enchentes; 
2 –Diminuição do efeito “ilha de calor”, e temperaturas urbanas; 
3 –Absorção da poluição sonora, melhorando o sono das pessoas; 
4 –Filtragem das partículas suspensas no ar, como a fuligem expelida pela queima de combustíveis fósseis; 
5- Criação de espaços verdes agradáveis para o convívio da comunidade local; 
6 – Novas áreas para o cultivo de alimentos orgânicos, através de hortas e pomares; 
7 –Reciclagem dos gases tóxicos do ar através da fotossíntese; 
8 –Umidificação do ar nos meses secos, facilitando a respiração; 
9 – Abrigo da avifauna nativa, que ajuda também no controle de pragas urbanas como baratas e cupins; 
10 –Possibilidade de reutilizar a água da chuva ou irrigação, economizando recursos; 
11 –Aumento da durabilidade da impermeabilização com a estabilidade térmica da cobertura; 
12 –Economia na energia gasta para o ar-condicionado no último andar; 
13 – Possibilidade de aumentar as áreas com vegetação nativa regional e a biodiversidade. 
14 – Criar áreas verdes adaptáveis a prédios já existentes, com baixa espessura, peso e de tecnologia orgânica, sem estruturas derivadas do petróleo.
 
 
 
 Revolução das Hortas é isto…
 

Segundo – Sérgio Rocha – Diretor Executivo do Instituto Cidade Jardim , assim como nos EUA e Europa, os telhados verdes extensivos (rasos, leves, vegetação rústica) se consolidaram como uma opção viável para grandes áreas, com custos acessíveis e facilidade de aplicação – para se ter uma ideia o metro quadrado de um telhado verde custa mais barato que uma cobertura de policarbonato, ou uma cortina. Sem dúvida é uma tecnologia de transformação urbana com melhor relação custo & benefício e com grande potencial de crescimento sobre os mega telhados de supermercados, shopping centers, centros de distribuição e logística, aeroportos.

 

 

E pelo visto esta tendência também se reinventa para melhor !

Como é o caso do Bosco Verticale, primeira floresta vertical urbana do mundo, que tivemos o privilégio de conhecer de perto em 2015 – afirma Sérgio.

 Revolução das Hortas é isto…

Revolução das Hortas
Revolução das Hortas

 

A este mosaico, temos que adicionar ainda as novíssimas hortas e fazendas urbanas – que em 2015 veio ensaiando seus primeiros passos profissionais no país e neste ano também promete ocupar as lajes vazias das cidades. De pequenas hortas de subsistência até grandes fazendas industriais, a agricultura urbana vai da laje ao asfalto e invade terrenos baldios com ‘guerrilha gardens’, com bombas de sementes e hortas comunitárias.

 

Em 2016, o simples ato de cultivar um jardim é um ato heroico. Se esse jardim tiver o tamanho de sua casa ou sua empresa então – é super-heroico. Se essa área verde toda ainda produzir uma quantia relevante de comida (orgânica de preferência), aí é revolucionário. 

Compete diretamente com duas das indústrias que mais agridem o planeta: a construção civil e o agronegócio.

Pode até parecer muito utópico, mas os telhados verdes extensivos também já foram – e hoje se conectaram facilmente ao processo padrão de construção civil, como um material para revestimento (vivo), que consegue alterar o balanço energético de qualquer obra sem modificar drasticamente suas estruturas e fluxos de trabalho. 

Agora, a agricultura urbana tem a árdua missão de encurtar a cadeia produtiva do agronegócio. E isso precisa ser levado à sério , finaliza Sérgio do Instituto Cidade Jardim.

 

Revolução das Hortas é isto…

Hortas Caseiras

Quer você more em casa ou apartamento

Tudo é possível !

Reinvente seu espaço 

Sua criatividade

Plante!

Como esperar de alguém que não planta essa ideia,

entender  plenamente o sentido de estar engajado neste movimento 

em favor de uma  

Agricultura Sustentável ?  

Agricultura Urbana?

Agroecologia ?

Somente com a prática e envolvimento será possível alcançar uma percepção mais ampla 

sobre este avanço socioambiental e cultural que precisamos.

E neste momento – precisamos muito disto ! 

Que tal começar em casa ?

Que tal  desligar um pouco essa TV?

Que tal colocar de lado os pré-conceitos

e fazer esta experiência de proximidade com a terra ?

 

E você pode começar agora.  

Veja como é simples !

Acompanhe este tutorial  para ter ideias 

para driblar resistência a novos hábitos

e recriar espaços possíveis 

até que finalmente

coloque as 

mãos na massa

e

comece a plantar !

 

Nosso Foco

Plante! 

Aposte nesta ideia!

Além de estar contribuindo para esta importante transição agroecológica

e de garantir uma comida com menos ou nenhum veneno,

todo esse ” alimento puro” que passará a ser consumido todos os dias por você,

irão potencializar e energizar todas as células e glândulas do seu corpo.

Surpresas a parte – alimento orgânico é alimento energético.

Alimento energético é sinônimo de saúde plena 

Despertar para o novo

é se permitir fazer tudo isso

Plante e faça da sua

Horta uma verdadeira

Revolução de Valores 

 

 

 

Conheça mais sobre os colaboradores deste artigo – Revolução das Hortas!

Ong Cidade Sem Fome – Clique aqui 

Hortelões Urbanos – Clique aqui

Mapa de Hortelões – Clique aqui 

Instituto Polis – Clique aqui 

Instituto Cidade Jardim – Clique aqui 

Revista Agricultura Urbana – Clique aqui 

Naturesco – Horta Vertical Orgânica – Clique aqui 

 

 

Tudo sobre hortas você encontrará aqui ! Acompanhe!

Eu sou Gikabiloba – jornalista e revolucionária neste canal!

6 comentários em “Revolução das Hortas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *