Eles irão afundar o Brasil. Novo Ministério Temer

 

Eles irão AFUNDAR o Brasil. Novo Ministério Temer

A lista de Ministros foi anunciada por Temer. Inacreditável, tanto em quantidade como em habilidades, a ficha “suja” e corrida destes novos políticos que irão governar o país. Eles irão AFUNDAR o Brasil. Novo Ministério Temer promete mais corrupção a vista!

 

O Ministério da Corrupção

 

Ministério da Agricultura – Blairo Maggi PR-MT “O rei da soja” e um dos políticos mais ricos do país… ganhador por duas vezes da motoserra de ouro, acusado de lavagem de dinheiro na operação Ararath, apresentou projeto que sugere que nenhum processo possa ser apresentado contra políticos eleitos e empossados. Relator da PEC 65/2012 para acabar com o Licenciamento Ambiental no Brasil;

 

Ministério do Meio Ambiente – Sarney Filho PV-MA, filho de Sarney, eleito indiretamente (que ironia) e herdeiro da República do Maranhão, investigado de usar passagens aéreas pagas com recursos da câmara para viajar com mulher e filho para o exterior, é investigado na operação Boi Barrica;

 

Casa Civil – Eliseu Padilha PMDB-RS, ex ministro da aviação civil do governo Dilma. Pediu demissão do cargo um dia antes de Eduardo Cunha acatar a abertura do processo de impeachment de Dilma Rousseff (coincidência??), indiciado por formação de quadrilha; acusado por fraude nos processos de construção das barragens Jaguari e Taquarembó, ambas no Rio Grande do Sul;

 

Ministério Social – Osmar Terra PMDB-RS, Deputado Federal, médico e completamente contra a descriminalização e legalização das drogas e de seus componentes medicinais, sonegação de documentos, apontado pelo TCE com irregularidades nas suas gestões da secretaria de saúde;

 

Ministério das CidadesBruno Araújo PSDB-PE, deu o voto decisivo para processo do impeachment na câmara. Recebeu do Exército Brasileiro a medalha de Pacificador do Comando Militar do Nordeste e ainda a medalha de Ordem do Mérito Militar, recebeu 300 mil reais da Odebrecht (operação acarajé), Recebeu dinheiro também da Queiroz Galvão;

 

Ministério do Planejamento – Romero Jucá – PMDB-RR, sofreu intervenção, em um dos seus mandatos, do TCU devido a irregularidades financeiras, foi alvo do STJ por autorizar, ilegalmente, extração de madeira de terras indígenas, enquanto diretor da FUNAI foi quem mais demarcou terras indígenas DIMINUINDO suas áreas em quase 75%, foi denunciado pelo bispo Aldo Mongiano por genocídio de índios, foi ministro da Previdência Social em 2005 mas foi exonerado por suspeita de corrupção;

 

Ministério da Comunicação, Ciência e Tecnologia – Gilberto Kassab PSD-SP, acusado de irregularidade por aumentar seu patrimônio em 316% acima da inflação – subiu de 102 mil para 985 mil reais – quando exerceu o cargo de deputado estadual e secretário de planejamento em SP no governo Pitta em 98, já em 2008, declarou patrimônio de mais de 5 MILHÕES DE REAIS, recebeu mais de dez milhões de doações ilegais de imobiliárias, construtoras e do banco Itaú… tais empreiteiras patrocinadoras teriam recebido 243 milhões de reais em contratos com a prefeitura de SP, é suspeito de reativar contrato já caduco e provocado prejuízo de mais de 1 bilhão aos cofres públicos da cidade de SP;

 

Ministério das Relações Exteriores – José Serra PSDB-SP, é contra o aborto, é pró-vida, recebe apoio de Silas Malafaia, defende a monogamia como instrumento de combate a AIDS, não é a favor da adoção de crianças por casais homoafetivos, é contra a descriminalização e/ou legalização da maconha, se envolveu em polêmicas com petrolíferas norte-americanas, defende a mudança da exploração do pre-sal para benefício daquelas (wikileaks), mantinha funcionária fantasma empregada em seu gabinete (por 15 anos), irmã da jornalista Miriam Dutra, com que teve relacionamento por seis anos com FHC, combinava, com corporações internacionais, os prelos de vencedores e perdedores de licitações para a aquisição de equipamentos e serviços ferroviários em SP, e assim faturar acima do preço correto;

Ministério de Educação e CulturaMendonça Filho DEM-PE, é acusado de receber 375 milhões de reais do BNB para suas falidas empresas e até agora não ter pago a dívida ao banco nem ter pago os trabalhadores, aparece na operação Castelo de Areia;

 

Ministério da Saúde – Ricardo Barros PP-PR, responde a 114 processos na justiça federal, foi multado por propaganda eleitoral antecipada, foi cúmplice de delito, cometeu improbidade administrativa, colecionador de condenações, vendeu equipamentos coletores e compactadores de lixo públicos;
Ministério da Fazenda – Henrique Meirelles, suspeito de remessa ilegal de dinheiro para o exterior de 1,37 bilhão de reais e sonegação fiscal;

 

Ministério da Fazenda – Henrique Meirelles, suspeito de remessa ilegal de dinheiro para o exterior de 1,37 bilhão de reais e sonegação fiscal;

Secretaria do GovernoGeddel Vieira Lima PMDB-BA, acusado de desviar 1 milhão de reais de corretora de valores BANEB – antigo banco estadual baiano, facilitava tramitação de contratos para OAS (Léo Pinheiros) em vários setores do governo, responde por irregularidades em 48 convênios;

 

Ministério da Justiça – Alexandre de Moraes, acusado de coagir procurador, tem histórico de desrespeitar acordo judicial, desencadear reintegração de posse sem a presença de conselho tutelar, descumprir o ECA em ações. Comandada por Moraes, a PM protege os acampados da Fiesp e ataca meninas democratas no MASP; Ataca bombas e atira balas de borracha contra estudantes da PUC e dá abrigo aos pró-impeachment do Mackenzie; espanca adolescentes que protestam contra Alckmin pela educação mas assiste de braços cruzados a taxistas contrários a Fernando Haddad praticarem um quase linchamento;

 

Ministério dos Transportes – Maurício Quintella Lessa PR-AL, réu em processo que investiga o desvio de 52 milhões de reais passado pelo governo federal para educação, condenado na operação gabiru que trata de desvios de recursos de merenda e transporte escolar (133,6 milhões de reais), acusado por corrupção por repasse de empreiteira ao então deputado no valor de 120 mil reais em troca de verbas federais para obras de drenagem em Maceió e foi desvendado na operação navalha – superfaturamento de obras.

Eles irão AFUNDAR o Brasil. Novo Ministério Temer

Em menos de 5 horas o governo TEMER já promoveu um retrocesso de 30 anos.

Extinguiu, através de Medida Provisória,  importantes Ministérios para o país.

Eles irão AFUNDAR o Brasil. Novo Ministério Temer

 

 

O deputado federal Luiz Couto (PT-PB) repercutiu nesta quinta-feira, 12, uma denúncia veiculada pelo jornalista e economista J. Carlos de Assis, no site de Roberto Amaral, segundo a qual houve um “Caixa dois” montado pela FIESP para comprar o impeachment. Segundo Assis, a FIESP usou 500 milhões de reais para comprar o afastamento de Dilma. Trezentos milhões de reais virão de recursos públicos, que a Federação administra em nome do SESI e do SENAI; 100 milhões serão doados pelo parceiro de Paulo Skaf (presidente da Federação) no golpismo, a partir do mesmo fundo público, o Presidente da Federação das Indústrias do Rio, Eduardo Eugênio; 50 milhões serão aportados pela Federação do Paraná; e outro tanto, pela Federação do Rio Grande do Sul, todos irmanados pelo impeachment.

Deputado Luiz Couto
Deputado Luiz Couto

Em seu texto, J. Carlos Assis afirma que esses industriais golpistas decidiram apostar tudo na derrubada da Presidente, não importando as consequências. A solução da crise, conforme havia antecipado a revista Veja, em nome de todos eles e de uma parte substancial das classes dominantes, é o Vice-Presidente Temer. Mergulhado na conspiração até o pescoço,

Temer promete rever a iniciativa de Dilma de contingenciar 30% dos recursos do SESI/SENAI, ou dos 4S, e promover uma reforma trabalhista regressiva contra direitos consagrados na Constituição, que estará a cargo de Moreira Franco.

 

E o mais interessante! Inquéritos são arquivados – como num “ passe de mágicas” dias antes para se ocupar o grande cargo de Ministro!

Na terça (10), o STF arquivou um inquérito que investigava Blairo Maggi por lavagem de dinheiro e corrupção na Operação Ararath.
Também mudou de partido, da noite para o dia. PP [ hilário é o nome deste partido  : PARTIDO PROGRESSISTA ] – partido que contém a lista mais impressionante e extensa de políticos investigados pela Lava-Jato.

Conhecido com o “Rei da Soja”, Blairo Maggi declarou ao jornal The New York Times: “Um aumento de 40% no desmatamento da Amazônia não significa nada. Não sinto a menor culpa pelo que estamos fazendo por aqui”.

Que Deus nos proteja deste Rei da Soja e da Motosserra !

 

Ministério da Agricultura - Blairo Maggi
Ministério da Agricultura – Blairo Maggi

Relator na PEC para acabar com o Licenciamento Ambiental no Brasil.

Esta nova PEC possui parágrafos  que representam uma verdadeira ameaça a nossa Biodiversidade :

 

a) autorizar imediatamente qualquer atividade com potencial negativo sobre o ambiente pela simples apresentação de estudo prévio de impacto ambiental (EPIA), independentemente de o estudo ser correto e suficiente e de ter sido pelo menos analisado, muito menos deferido, pelos órgãos competentes;

b) proibir que órgãos ambientais e até o Poder Judiciário impeçam o prosseguimento da atividade, mesmo que o estudo prévio tenha falhas graves e possa causar danos ambientais irreversíveis.

 

E assim vai a Nova PEC 65/2012

E assim, sem leis, sem EIRA nem BEIRA ,tudo fica mais fácil.

 

 

 

 

As acusações contra Temer na Lava Jato

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *